Tudo está mudando em nossas igrejas desde que iniciamos esse tempo de pandemia. Fisicamente, tudo parecia mais sob controle, fácil de mensurar e acompanhar. Já no ambiente on-line está mais complicado para entendermos. Como saber quem está acompanhando os cultos, engajando em nossos eventos e conectado em nossas programações? Separamos alguns pontos importantes para você monitorar o comportamento de sua audiência:

1 – Pense em famílias e não de forma individual aos domingos

Muitas igrejas têm experimentado uma queda no número de views versus o número de presentes nas celebrações. Essa percepção se dá pelo fato de, quando estamos juntos presencialmente, podemos contar claramente pessoas ocupando cadeiras. Já, na métrica on-line, os views podem representar “mais de uma cadeira ocupada”, podem omitir views em conjunto, por famílias. Então é preciso que, ao olhar para um número de visualizações on-line, você crie um número de análise projetando uma média de espectadores que estão do outro lado da tela.

2 – Esqueça o número absoluto de views. Defina métrica de qualidade.

Outra métrica que nos engana quando olhamos para os resultados dos cultos on-line é o view qualitativo. Ele expressa pessoas que chegaram até o nosso conteúdo mas não necessariamente nos apresenta a qualidade desse tempo gasto. Então, escolha atribuir a sua análise, números qualitativos para perceber se sua audiência está engajada em seu conteúdo. Análise, tempo de consumo de conteúdo, bounce no seu site, interações, compartilhamentos e conteúdos salvos. Essas são algumas das métricas que podem nos indicar qualidade do consumo e do engajamento das pessoas com a igreja.

 

 

 

3 – Busque interação

Replicar o culto off-line em versão streaming está com os dias contados. As experiências precisarão ter vida própria e, para o ambiente on-line, será necessária a busca constante por interação com os usuários, principalmente ao vivo. Crie possibilidades de conversa, comandos para próximos passos com o uso de QR codes, esteja disponível nos chats e crie dinâmicas para esticar a conversa, mesmo após os serviços.

gestão da Igreja - QR Code

4 – Escolha sua plataforma de forma estratégica

Há diversas possibilidades de criar conexão com sua audiência. Além do vídeo, há possibilidades de conexão em canais de áudio, aplicativo, site e redes sociais. Delimitando o assunto no caso de streaming, é importante você ter clara a melhor plataforma para conectar sua audiência e propiciá-la a melhor experiência possível. Estão disponíveis soluções de massa, como o Youtube, ou soluções com maior capacidade relacional com o caso do Zoom, Meets e Teams. Há opções costumadas como os aplicativos. Escolha sua plataforma com foco em conectar-se profundamente com sua audiências.

Resumindo essa conversa, é preciso ter em mente que você precisa mensurar tudo que fizer nestes dias de igreja on-line para que sua igreja tenha capacidade de tomar as melhores decisões sobre conteúdo, sobre público e sobre os canais. Gaste tempo debruçado nos dados para entender o perfil de engajamento e conexão de sua audiência. Busque, a cada domingo, aumentar a exposição de suas lives, mas também busque criar maior relevância e o tempo de consumo delas. Foco na experiência da audiência é a canção que temos que cantar nestes tempos virtuais

Receba as melhores dicas de comunicação e gestão direto no seu e-mail