O grande problema da comunicação para igrejas

Um dos princípios básicos da comunicação é conseguir se comunicar com todos. Independente da classe social, intelectual e espiritual.

Dessa forma, falar e ser ouvido é uma coisa.

E falar e ser entendido é outra, que aliás, é muito mais valorizada em qualquer âmbito da vida. 

É comum associar a assertividade ao que é correto.

No entanto, aplicar esse conceito nada tem a ver com “fazer as coisas certas”, mas sim com a postura comportamental para lidar com pessoas e situações.

A comunicação assertiva é aquela que é feita de forma transparente e que vai “direto ao ponto” .

É de grande responsabilidade saber passar uma mensagem.

Afinal, a informação é a essência da notícia.

No nosso meio evangélico, é muito importante saber seu público para se adequar a linguagem dele.

Vemos muitas igrejas querendo se comunicar de maneira descolada, mas a igreja é mais tradicional.

Algumas igrejas falam termos cristão e outras não falam, são detalhes e peculiaridades que podem afastar ou aproximar as pessoas.

Da mesma forma, que o grande problema, é a comunicação da igreja começar com os ‘achismos’.

Dar opinião sobre política, futebol e outros assuntos polêmicos. Nós, quando representamos uma igreja temos que fugir de polêmica.

É sempre bom pensar: Será que Jesus faria isso?

Foca Nele que a assertividade é garantida!

Como profissionais e como cristãos é importante pensar no tipo de comunicação que usamos para alcançar pessoas.

Leia e releia os textos sempre, é sempre válido ter precaução e cuidado para não escandalizar ou afastar alguém (que pode ser imaturo) da Palavra de Deus.

Quer dicas de como começar a comunicação na sua igreja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *